segunda-feira, 31 de janeiro de 2022

PRETÉRITO MAIS-QUE-PERFEITO

 Em português é conhecido como pretérito-mais-que-perfeito. Existem duas formas dele.

A primeira, é uma forma simples construída com o radical do pretérito:

Nos verbos regulares:

1ª Conjugaçãofalara, falaras, falara, faláramos, faláreis, falaram

2ª Conjugaçãobebera, beberas, bebera, bebêramos, bebêreis, beberam

3ª Conjugaçãopartira, partiras, partira, partíramos, partíreis, partiram

Irregular:

DIZERdissera, disseras, dissera, disséramos, disséreis, disseram

VIRviera, vieras, viera, viéramos, viérais, vieram

Para qualquer dúvida, o melhor é consultar esta página de conjugação de verbos em português.

A segunda é uma forma composta, mais parecida com o castelhano, pois o pretérito mais-que-perfeito é construído com o pretérito imperfeito do verbo ter + paticípio:

1ª conjugaçãotinha falado, tinhas falado, tinha falado...

2ª conjugaçãotinha bebido, tinhas bebido, tinha bebido...

3ª conjugaçãotinha partido, tinhas partido, tinha partido...

Existe inclusive a hipótese de em vez de tinha utilizar havia, como em espanhol, mas este é um uso mais frequente no Brasil.

POSSESSIVOS DE SEGUNDA E TERCEIRA PESSOA DO PLURAL

Os possessivos portugueses são utilizados como os espanhóis, com a diferença do artigo na variante europeia (o seu, a sua, os seus, as suas), mas não são diferentes quanto à sua forma, como em francês ou italiano (son/sa/leur ~ suo/sua/loro). São utlizados amiúde sob a forma perifrástica dele, dela, deles, delas para distinguir os possessivos de você
  • A sua carta (de você ou dele/a). 
Para romper a ambiguidade, a terceira pessoa pode aparecer como: a carta dele/a.

O possessivo de você é portanto seu/sua, mas em português europeu o possessivo de vocês é vosso/a, exceto no Brasil, onde ainda é seu/sua.
  • Vocês compraram os vossos cadernos? (PT)
  • Vocês compraram seus cadernos? (BR)
Para